Indexação do Google: O que é e como funcionam os algoritmos?

  • O Google Index é um banco de dados que armazena cópias de páginas web encontradas pelo Google durante o rastreamento. A indexação do Google é o processo de adicionar essas páginas ao índice. Após o Googlebot descobrir uma página ou alteração, ela é analisada para determinar relevância e, se útil, incluída no Google Index.

Hoje, estar bem posicionado nos resultados de busca do Google é essencial para para qualquer empresa. Tudo o que as pessoas tem dúvida, elas buscam na internet, dando o famoso “google”. 

Isso não é atoa, imagine uma biblioteca gigantesca com a resposta para todas as suas possíveis perguntas… é exatamente isso que é o Google Index!

Podemos categorizar o Google index como um “bibliotecário” extremamente atento que cataloga cada “livro” que chega e avalia o conteúdo e sua relevância para os seus leitores. É exatamente dessa forma que ocorre o famoso processo de indexação das páginas!

É através dos processos de indexação que o Google, por meio de diversos critérios de análises dos algoritmos – define quais são as páginas mais relevantes para oferecer aos usuários nas páginas de resultados do Google (SERP – Search Engine Result Pages).

Estar bem posicionado nos resultados de busca é fundamental para alcançar o tão sonhado tráfego orgânico, mas, para isso, você precisa passar pelos processos de indexação e ser aprovado nos critérios de análise dos algoritmos…

Por este motivo, nós desenvolvemos este artigo onde te mostraremos, detalhadamente, como funcionam os algoritmos do Google, como são pensados os rankings das páginas e muito mais que você precisa saber!

Nos acompanhe nesta leitura e entenda definitivamente!

O que é e como funciona a indexação do Google?

O que é e como funciona a indexação do Google?

Explicando de uma maneira simplificada, a indexação do Google funciona da seguinte maneira: Os bots do Google vão fazer uma analise de todos os arquivos de texto (artigos), imagens e até vídeos que estão em seu site.

Assim, esses bots vão catalogar e armazenar todas essas informações coletadas no índice de resultados do Google, um banco de dados gigante que tem a principal função de apresentar para o usuário os melhores resultados para a sua pesquisa.

Quais são os processos de indexação?

A indexação das páginas no Google são feitas através de um processo de 3 etapas. São elas:

  1. Crawling (rastreamento);
  2. Indexação;
  3. Serving (entrega).

1. Crawling (rastreamento)

O crawling, nada mais é que o processo de rastreamento que os bots do Google (spider, googlebot…) fazem para achar as páginas da Web.

Dessa maneira, esse conjunto de vários computadores ficam trabalhando com o algoritmo de pesquisa para rastrear e analisar bilhões de páginas.

Vale destacar que o processo do crawling começa por meio de uma lista de URLs de páginas e vai se ampliando de acordo com os SiteMaps que são fornecidos pelos próprios webmasters das páginas.

Conforme o bot vai navegando pelo seu site ele vai encontrando outros links e vai colocando na lista de páginas que devem ser rastreadas.

2. Indexação

Como dito anteriormente no artigo, depois que os bots do Google conseguem rastrear o site, os mesmos analisam todo o conteúdo da página e a catalogam em um índice de resultados.

Além disso, no processo de indexação também são processadas outras informações importantes como por exemplo as tags de conteúdo (como o atributo alt das imagens) e tags html de títulos (h2, h3, h4).

3. Serving (entrega)

O último processo e o que mais estamos interessados é o serving, que pode ser traduzido como: “entrega”.

Sempre que um usuário fizer uma pesquisa no Google, o cluster de máquinas do buscador vai procurar em todo o seu banco de dados as páginas que são relacionadas as palavras que foram usadas na busca e que tenham mais relevância.

É importante pontuar que essa relevância vai ser determinada por meio de uma série de fatores que vão ser explicados nesse artigo.

 

Qual a importância do meu site estar indexado?

Ter um site indexado pelo Google é muito importante para que as suas páginas tenham um tráfego orgânico e qualificado, ou seja, usuários que de fato estão interessados no conteúdo que o seu site está abordando e que podem vir a se tornar um cliente, por exemplo.

Só é possível que o seu site seja encontrado pelos seu potenciais clientes, quando ele está indexado no banco de dados do Google.

Como eu sei que o Google indexou a minha página?

É possível identificar se o seu site está indexado através de pesquisas avançadas no Google.

Basta você acessar o Google e digitar na barra de pesquisa “site:” e, em seguida, o domínio da sua página.

Assim, você vai conseguir verificar quantas páginas do seu site já estão indexadas pelo Google. Caso já existam páginas indexadas, o Google vai mostrar os resultados da pesquisa.

E, caso não apareçam resultados, significa que o Google ainda não indexou as suas páginas.

Além disso, ainda é possível analisar se as páginas foram indexadas através do Google Search Console.

 

Como eu faço para o Google indexar o meu site?

Primeiramente é importante esclarecer que caso o seu site seja novo, pode levar de alguns dias a até algumas semanas para ele ser indexado, esse tempo de “espera” é chamado de Sandbox, uma forma do Google analisar se o seu site é um site de Spam ou de más práticas antes de te inserir no banco de dados.

Esse tempo de espera é completamente normal e pode variar… porém, é possível acelerar esse processo usando o Google Search Console (GSC).

O GSC é 100% gratuito e tem uma variedade imensa de ferramentas que conseguem verificar se o seu site está no mecanismo de pesquisa e aponta qualquer tipo de problema de indexação da página. Para Configurá-lo, basta: 

  1. Entrar na sua conta do Google;
  2. Vá em adicionar uma nova propriedade e insira o seu site;
  3. Faça a verificação da propriedade do Site.

Através do Search console, você pode solicitar a indexação das páginas, como se colocasse em “listas prioritárias”.

Existem algumas outras ações que podem te auxiliar na correta indexação das páginas do seu site.

Confira em seguida, o que você pode fazer para indexar o seu site:

 

1- Faça um sitemap para sua página

O SiteMap é um arquivo que vai organizar e listar todas as URLs que você quer que o Google indexe.

Dessa maneira, o SiteMap vai informar de maneira eficiente para os Bots do Google quais são as páginas relevantes do seu site.

Se você quiser consultar como está o sitemap do seu site, é possível através deste site: ““https://seudominio.com.br/ sitemap.xml

 

Utilize a inspeção de URL do GSC

Por meio do GSC é possível consultar o status atual de uma URL.

Para isso, basta digitar a URL na barra de pesquisa!

Caso apareça o status “URL is on Google”, quer dizer que a URL já foi inspecionada e indexada no banco de dados do Google.

Além disso, ainda vão estar disponíveis informações que podem ser úteis, como, por exemplo, a última vez em que o seu site foi rastreado, se há algum erro na página e algumas outras informações relevantes. 

 

Como eu sei se o meu site está com problemas de indexação?

Algumas vezes podem existir problemas mais profundos estão diretamente ligados com o SEO (Search Engine Optimization) técnico da sua página. Desse modo, existe a chance do seu site não ser indexado mesmo após a solicitação.

Veja em seguida algumas ações que você pode tomar para evitar problemas com indexação em suas páginas:

 

Verifique seu arquivo robots.txt

Dentro do arquivo robots.txt existem informações que são passadas para os mecanismos de pesquisa para rastrear ou não algumas partes do seu site. É possível verificar o robots.txt do seu site usando “/robots.txt” depois do link do seu domínio.

É muito importante verificar esse arquivo pois é possível que alguns lugares do seu site que você queira indexar não estejam sendo rastreados.

De maneira geral cada diretiva do robots.txt é dividido em duas partes:

  1. User-agent – Responsável por identificar o rastreador endereçado.
  2. Allow (permitir) ou Disallow (proibir) – Indica para o bot do Google que o site deve ou não ser rastreado.

Faça o gerenciamento das suas metatags robots

Por meio da metatag robots é possível informar aos mecanismos de busca o que você quer com a sua página.

Você pode analisar quais são as metatags robots que estão sendo utilizadas nas suas páginas usando o GSC.

As principais metatags robots utilizadas pelos sites são:

  • “Noindex” – Não indexar a página.
  • “Index” – Indexar a página.
  • “follow” – Seguir os links da página para achar outras páginas.
  • “none” – Uma forma de especificar “Noindex” e “Nofollow”.
  • “all” – Uma forma de especificar “Index” e “Follow”.
  • “noimageindex” – Não deve indexar uma imagem.
  • “notranslate” – Não mostrar as traduções das páginas nas SERPs.
  • “unavaible_after” – Específica temporariamente que aquela página não deve ser indexada.

 

Otimize os seus links internos

Os links internos são muito importantes, pois eles ajudam os rastreadores a achar as suas páginas na Web, acelerando o processo da indexação do seu site. O Bot do Google irá acessar os links internos dentro das suas páginas e “andará” pelo seu site. 

Se você quiser auditar os links internos do seu site, basta acessar o relatório “Links internos” que está na auditoria do seu site.

Nesse relatório vai constar qualquer problema que esteja relacionado aos seus links internos.

Como otimizar os links internos do Site?

Primeiramente, fique atento ao atributo “nofollow” nos seus links de saída. Você não quer dividir sua autoridade com qualquer um, não é mesmo? 

O atributo “noFollow” serve para dizer ao bot do Google que, apesar de você “recomendar” aquele determinado conteúdo, você não quer recomendar de forma tão incisiva..

Dessa forma, os links nofollow não vão passar autoridade.

Assim, caso utilizado internamente, os bots do Google podem optar por ignorar a página de destino ao rastrear o seu site. Não sendo uma prática positiva, claro, fora exceções. 

Portanto, tenha certeza de que você não está utilizando links de saída nofollow para páginas que você quer indexar!

 

Preste atenção nas páginas que estão a mais de três cliques para serem acessadas

Se você tiver páginas que estão a mais de três cliques de acesso da página inicial, existe a chance dos bots do Google não acharem e indexar elas.

Para resolver esse problema basta adicionar mais links internos para essas páginas distantes, além de revisar e otimizar a arquitetura do seu site como um todo.

Páginas órfãs

No SEO, as páginas que não contém links internos apontados para elas, são chamadas de páginas órfãs e geralmente não são indexadas ou são páginas que não conseguem bons resultados.

Para não ter esse tipo de problema, basta fazer links internos de outras páginas para ela.

Faça o Links para suas páginas principais

Os bots do Google vão reconhecer quais são as suas páginas mais importantes de acordo com a quantidade e qualidade dos links internos apontados para elas.

Distribuir corretamente o “link juice” no seu site é fundamental para obter resultados verdadeiramente gratificantes!

Conclusão

Indexar as páginas nos bancos de dados dos buscadores é algo fundamental para que as suas páginas possam ser encontradas pelos seus potenciais clientes.

Siga as dicas presentes neste artigo e, com toda certeza, você conseguirá indexar suas páginas corretamente e alcançar o topo dos resultados de busca!

 

Indexação do Google – FAQ (perguntas frequentes)

Como funciona a indexação das páginas do Google?

O Google analisa todos os arquivos da páginas: textos, imagens e vídeos. Tudo isso é indexado no banco de dados (Google index). Assim que o usuário pesquisar sobre aquele tema, o bot buscará no banco de dados e comenda aquele conteúdo para o usuário.

 

Como solicitar indexação no Google?

A solicitação de indexação pode  ser feita através do próprio Search Console, onde você pode usar a ferramenta de inspeção de URL e, caso não esteja indexado, o GSC avisará e você poderá solicitar a solicitação daquela página de maneria individual. Lembrando que não adianta solicitar uma mesma URL várias vezes – isso não fará que a indexação seja mais rápida.

O que é indexar uma página no Google?

A ação de indexar se refere ao ato de listar ou organizar em índice, segundo o próprio dicionário. Em relação ao Google é exatamente o mesmo, o bot do Google acessa as páginas, analisa os conteúdos e salva aquela página no banco de dados para recomendar aos usuários quando forem realizadas perguntas sobre o assunto.

Como saber se meu site foi indexado?

Você pode saber se o seu site foi indexado pelo Google de duas principais formas:

1- Realizando uma pesquisa avançada: “site:[URL do site]”, todas as páginas indexadas aparecerão.

2- Através da ferramenta de inspeção de URL do Google search console. Basta inserir a URL na barra de pesquisa presente no centro da parte superior da tela do GSC.

 

Quais são os processos de indexação das páginas no Google?

  1. Crawling (rastreamento);
  2. Indexação;
  3. Serving (entrega).