Os 3 pilares do SEO e suas principais práticas

  • Os três pilares do SEO são SEO on-page (conteúdo), SEO off-page (autoridade) e a SEO técnico (experiência do usuário). Cada uma dessas práticas são essenciais para desenvolver projetos de sucesso.

O SEO é uma área de incríveis oportunidades dentro do marketing digital que oferece a oportunidade de alcançar clientes de forma orgânica, aparecendo nos resultados de pesquisa quando pesquisarem pelos seus serviços e/ou produtos.

Apesar dos incríveis benefícios que essas práticas oferecem, para alcançar resultados verdadeiramente positivos com elas, é necessário estudo e conhecimento sobre cada um dos pilares que moldam um conteúdo de primeira posição dos buscadores.

Os 3 pilares do SEO são um conjunto de estratégias que, quando aplicadas da forma certa, o sucesso nas suas otimizações será fenomenal! Os pilares de SEO são:

  • SEO On Page (pilar do conteúdo);
  • SEO Off Page (pilar de autoridade);
  • SEO Técnico (pilar da tecnologia ou UX).

As práticas de SEO On page, off page e tecnico são únicas e você precisa conhecê-las para se destacar. E é exatamente isso que você verá neste artigo, onde te mostraremos como funcionam esses 3 pilares do SEO e quais são as práticas que envolvem cada um deles!

Nos acompanhe nesta leitura e entenda definitivamente!

 

Como funcionam os 3 pilares do SEO?

Como já dito, cada um dos pilares é essencial para desenvolver páginas e conteúdos que serão, verdadeiramente, recomendado pelos buscadores – como conteúdos realmente benéficos para os usuários.

Cada um deles atua em uma área fundamental e é por esse motivo que precisamos olhar mais perto para saber a função e práticas de cada um deles.

1- Pilar da tecnologia – SEO técnico | experiência do usuário

SEO técnico - pilar da tecnologia/experiência do usuário

O primeiro pilar que vamos apresentar é o SEO técnico, o pilar responsável por desenvolver uma experiência verdadeiramente positiva para os usuários. 

É muito importante mencionar que o Google preza demais pela experiência dos usuários em cada conteúdo recomendado, por esse motivo, essas otimizações não podem faltar, caso o seu intuito seja alcançar o topo dos resultados de busca.

Confira, em seguida, veja como funciona alguma das várias otimizações que podem e devem ser feitas no seu site através das noções do SEO técnico:

Otimização de Velocidade da página

A velocidade em que a sua página carrega é um fator decisivo e que está diretamente ligado à experiência do usuário. O tempo de resposta da página para o usuário é um fator muito importante, tanto de recomendação do Google, como para evitar rejeições por parte dos usuários.

O Google inicia a contagem de velocidade medindo: o tempo de resposta desde o primeiro clique até o carregamento do conteúdo mais pesado dentro da página.

O tempo ideal de carregamento da página é de 2 segundos!

Portanto, é muito importante inserir conteúdos muito pesados nas páginas, realizar a limpeza de HTML, otimizar as imagens para SEO e fazer algumas outras otimizações.  

Estrutura da página

É muito importante deixar claro que quanto melhor for a estrutura da sua página, mais fácil vai ser a etapa de rastreio do Google e outros buscadores!

Isso porque, o tempo para rastrear a sua página é limitado, ou seja, oferecer aos buscadores um caminho otimizado é necessário para que ele passe pelo máximo de páginas possível.

Sitemaps

Um analista de SEO deve saber que o processo de rastreamento dos buscadores se inicia por meio dos Sitemaps fornecidos pela própria página.

Vale pontuar que caso os sitemaps estejam desatualizados ou com erros, eles vão acabar não passando as informações necessárias para os buscadores.

Site responsivo (otimizado para dispositivos móveis)

Existem muitos estudos que apontam que o uso da internet por meio de  dispositivos móveis representa mais da metade dos usuários.

O Google já entendeu isso e esse se tornou um critério para posicionar ou não as páginas do seu site.

Oferecer páginas que possam ser acessadas através de dispositivos móveis é algo extremamente importante, principalmente para alcançar um bom tráfego de usuários.

 

2- Pilar da autoridade – SEO Off Page

Pilar da autoridade, SEO off-page

O segundo pilar é o SEO Off Page. Nesse pilar aprendemos a importância de trabalhar a presença do seu site na web.

Ou seja, fazer com que outras páginas e redes tenham links que levem os usuários até o seu conteúdo e transmitam autoridade (link juice).

É possível definir o SEO Off Page como toda e qual otimização que fazemos fora do site. 

Vamos ver agora as práticas que envolvem este pilar tão importante do SEO!

 

Backlinks

Não há como falarmos sobre SEO Off-page, sem falarmos sobre os backlinks.

Os backlinks são como “votos de confiança” de outros sites para o seu, transmitindo autoridade, tanto para os buscadores, como para os usuários.

Conhecer sobre os backlinks e todas as práticas envolvidas para uma boa estratégias de link building é essencial para crescer e muito nos buscadores!

 

Presença nas redes sociais

Atualmente é indispensável que a sua marca esteja presente nas redes sociais como por exemplo:

  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook

Por meio das redes sociais você vai poder criar mais conteúdo para o seu público, ter um contato mais direto com os seus usuários  e trabalhar a presença do seu site na web!

Todas essas ações a médio/longo prazo vão trazer muitos benefícios para sua página.

Online Reputation Management (ORM)

Uma das maneiras de aumentar a autoridade da sua página diante o Google e outros buscadores é por meio de Reviews positivas pela web!

Existem sites famosos que são focados somente em Reviews como, por exemplo, o Reclame Aqui.

Porém, é importante mencionar que também é benéfico receber reviews de outros sites e em outros lugares – como é o caso das fichas do Google Meu Negócio (SEO Local), para negócios que também atuem em uma determinada área ou região. 

 

3- Pilar de Conteúdo – SEO on page

pilar do conteúdo, seo on-page

O ultimo pilar do SEO é o conteúdo, que é considerado por muitos profissionais da área mais importante.

O fato é que não tem sentido nenhum criar e aplicar estratégias para otimizar os acessos às suas páginas se elas não possuem um conteúdo de qualidade e que responda às perguntas dos usuário.

Saber o que os seus usuários estão procurando e oferecer isso à eles é muito importante! Vamos conferir agora as principais práticas do pilar de conteúdo!

Pesquisa de palavra-chave

Primeiramente, para ter um conteúdo de qualidade é necessário fazer a pesquisa das melhores palavras-chave caudas longas e caudas curtas, disponíveis para cada intenção de busca.

Dessa maneira o seu conteúdo vai sempre trazer as informações mais relevantes para o usuário.

Lembrando que o ideal é sempre criar um caminho coeso para os seus usuários! Não adianta fazer conteúdos apenas focados em venda, se você não tiver acessos. Da mesma forma que você não pode fazer apenas conteúdos informativos que não convertam.

Os tipos palavras-chave podem ser:

  • Informacionais; 
  • Comerciais; 
  • Navegacionais;
  • Marca. 

Blog Posts

Além de usar as ferramentas certas para achar as palavras-chave, também é necessário fazer conteúdos que sejam verdadeiramente informativos e estejam alinhados com os desejos dos usuários que fazem aquela determinada pesquisa.

Por este motivo, é importante pesquisar qual é o intuito daquele determinado usuário ao realizar aquela determinada pesquisa e desenvolver páginas de blog que responderão aquelas questões.

Alimentar o seu Blog com frequência vai trazer diversos benefícios como, por exemplo, autoridade no seu nicho.

Headings / Subheadings

As Headings and Subheadings são as responsáveis por tornar o seu conteúdo mais organizado tanto para o usuário quanto para os algoritmos dos buscadores, demonstrando a importância de cada um dos tópicos que estão sendo abordados.

Quem já é do mundo do SEO deve conhecê-las pelas siglas H1, H2, H3 e assim por diante.

Existem aplicativos como o Page Optimizer em que é possível consultar a quantidade recomendada de Headings e Subheadings para cada conteúdo.

Links internos

Links internos dentro dos conteúdos da página é uma das práticas mais conhecidas e benéficas do SEO.

A criação de links internos permite desenvolver um caminho para os usuários dentro da páginas, recomendando outros conteúdos que complementarão aquela noção do que está sendo abordado.

Além de auxiliar os usuários, ainda é algo fundamental para direcionar o bot do Google, compartilhando a autoridade entre as páginas do site.

Conclusão

O grande segredo para aumentar o seu público na Web é entender e aplicar esses três pilares do SEO juntos.

Esse é um trabalho que demanda tempo e esforço mas que gera muitos frutos positivos para a sua página.

Apesar dos profissionais da área considerarem o conteúdo o ponto mais importante desse pilar você deve investir tempo e dinheiro para fazer estratégias que se aproveitem do máximo do que o SEO pode oferecer para sua página.

 

Os 3 pilares do SEO – FAQ (Perguntas Frequentes)

Quais os pilares do SEO?

Os pilares do SEO são: SEO on-page (pilar do conteúdo), SEO off-page (pilar da autoridade) e SEO técnico (pilar da tecnologia/experiência do usuário).

Quais são os diferentes tipos de SEO utilizados?

As diferentes técnicas de SEO são:

  • SEO on page; 
  • SEO off page; 
  • SEO técnico;
  • SEO local.

O que é SEO básico?

SEO é sigla para Search Engine Optimization (otimização de mecanismos de busca). Quando falamos sobre SEO básico, estamos falando sobre as principais técnicas pilares divididas entre tecnologia, conteúdo e autoridade. Tudo é feito focado na experiência do usuário e nos buscadores para chegar no topo dos resultados de busca, gerando tráfego orgânico.

Quais são as boas práticas de SEO?

As boas práticas de SEO são conhecidas como White Hat, essas práticas são as indicadas pelos próprios buscadores e profissionais da área. São práticas focadas em otimizar os conteúdos para trazer uma boa experiência para os usuários e conquistar boas posições nas páginas de resultados de forma ética e natural.

O que é mais importante no SEO?

O que há de mais importante no SEO, segundo os próprios buscadores, é a qualidade do conteúdo. Tudo deve ser focado na experiência dos usuários, desde criação de conteúdos relevantes – que respondam as dúvidas e questionamentos -, até a velocidade de carregamento dos conteúdos dentro das páginas.